Arqueólogos encontram mais ruínas de Betsaida, cidade onde Jesus viveu

Antiga vila de pescadores é a terra natal dos apóstolos Pedro, André e Felipe

“Doutrina” é o mais importante na decisão de frequentar uma igreja, indica pesquisa

Maioria dos fiéis espera ir a cultos para "entender mais sobre Deus e a Bíblia"

Evangelista e cantora gospel, Rosetta Tharpe influenciou Elvis Presley e Bob Dylan

Conhecida como irmã Rosetta, a cantora se destacou por ter desenvolvido um estilo único de música para a sua época.

Lugar “mais provável” onde Jesus transformou água em vinho é encontrado por arqueólogo

A publicação do seu achado foi feita na revista Biblical Archaeology Review

segunda-feira, 10 de setembro de 2018

SANSÃO: mais uma produção da Pure Flix chega aos cinemas em 27 de setembro

Produtora do filme DEUS NÃO ESTÁ MORTO: UMA LUZ NA ESCURIDÃO, que está em cartaz nos cinemas, traz mais um lançamento



Baseado na épica história bíblica de um homem chamado por Deus para libertar seu povo da escravidão, chega aos cinemas dia 27 de setembro,SANSÃO. Da mesma produtora de DEUS NÃO ESTÁ MORTO: UMA LUZ NA ESCURIDÃO (em cartaz nos cinemas), o filme traz de volta a conhecida história do homem com força sobrenatural que nasceu para liberar seu povo do Império Filisteu, mas foi traído pela bela Dalila.

A produção chega ao Brasil por meio da distribuidora California Filmes e em mais uma parceria firmada com a 360 WayUp. Produzido pela Pure FlixSANSÃO é estrelado por Taylor James (Romeu e Julieta - 2016 e Blitz), Billy Zane (Legends of Tomorrow), Jackson Rahtbone (saga Crepúsculo), Greg Kriek (Maze Runner: A Cura Mortal), Rutger Hauer (The Last Kingdom, Channel Zero e O Ritual), Caitlin Leahy (Legion e Queen of the South) e Lindsay Wagner (Law & Order True Crime) nos papéis principais.

Sobre SANSÃO

Baseado na épica história bíblica de um homem chamado por Deus para libertar seu povo da escravidão, Sansão possuía uma força sobrenatural. Impulsivo, suas decisões o colocam contra o Império filisteu. Traído por Dalila e por um cruel príncipe, Sansão é capturado e cegado por seus inimigos. Escravo, ele pede a Deus forças para enfrentar sua última batalha.

Direção: Bruce MacDonald e Gabriel Sabloff.
Elenco: Taylor James (Sansão), Jackson Rathbone (Príncipe Rallah), Billy Zane (Rei Balek), Caitlin Leahy (Dalila), Rutger Hauer (Manoá -pai de Sansão), Greg Kriek (Calebe - irmão de Sansão) e Lindsay Wagner(Zealphonis - mãe de Sansão).
Gênero: Ação, Drama.
País: EUA

Com informações da 360 WayUp

Confiram o Trailer abaixo: 

quarta-feira, 5 de setembro de 2018

Aliança Bíblica Universitária mobiliza comunidade acadêmica da URCA para doação de sangue



A Aliança Bíblica Universitária realizará no próximo dia 12 de Setembro a Terceira Ação Social na Universidade Regional do Cariri – Campus Pimenta. A campanha organizada por estudantes universitários de diversos cursos da URCA contará com suporte do Centro de Hematologia e Hemoterapia do Ceará – Hemoce. O evento tem como objetivo receber doações de pelo menos 30 bolsas de sangue e realizar cadastros para novos doadores de medula óssea. A equipe do Hemoce estará instalada no Pátio da Pedagogia das 08:00 as 12:00 horas disponível para o interessado em fazer sua doação e tirar todas as dúvidas sobre a doação de medula óssea. O Hemoce relembra que cada bolsa de sangue doada pode salvar até quatro vidas.

Montagem com fotos da doação realizada na UFCA

Para realizar o gesto, a pessoa deve gozar de boa saúde, pesar acima de 50 kg, não ter ingerido bebida alcoólica ou praticado atividade física intensa nas últimas 24 horas, ter idade entre 16 e 67 anos (candidatos com idade entre 16 e 17 anos devem ter consentimento formal do responsável legal), além de apresentar documento oficial com foto e estar bem alimentado.

Contato no Facebook: https://www.facebook.com/aliancabiblicauniversitaria.cariri

quinta-feira, 30 de agosto de 2018

Pastor abriga venezuelanos durante protesto em Pacaraima

"Foram 63 pessoas que acolhemos ao todo. A compaixão venceu o medo", afirmou.

por Cris Beloni

Resultado de imagem para foto pastor com venezuelanos

Um grupo de brasileiros cristãos mudou a vida de 63 refugiados venezuelanos, entre eles 16 crianças. A casa de um pastor e sua esposa ficou cheia. Missionários ligados à mesma igreja também abriram as portas de suas casas para abrigá-los.
Depois do confronto entre brasileiros e venezuelanos, em Pacaraima (RR), no último dia 18, muitos venezuelanos deixaram a cidade. Outros, porém, foram acolhidos por uma família cristã, representada pelo pastor Gedeão e sua esposa Sandra Vasconcelos.
Na manhã daquele sábado, o casal percebeu a agitação da cidade. Eles ouviram o som de fogos de artifício, mas pensaram se tratar de alguma inauguração. Em pouco tempo, souberam que havia um protesto de moradores.
“Disseram que a manifestação não estava mais pacífica, que estavam expulsando venezuelanos, colocando gasolina, queimando tudo”, disse o pastor. Ele disse que ouviu “vamos para o palco” e então se preocupou. “Lá tinham crianças, famílias que nós evangelizávamos e dávamos comida”, revelou.

Motivo da manifestação

Com a presença da Força Nacional, o povo estava aplaudindo a expulsão dos venezuelanos que viviam nas ruas de Pacaraima. A revolta se deu por conta de alguns crimes cometidos pelos refugiados no comércio local.
“Tudo começou numa manifestação pacífica, boa, que tinha que acontecer, mas que acabou sendo muito violenta”, explicou. O pastor conta que muitos tinham sido vítimas de venezuelanos.
“Assim como há brasileiros ruins, bandidos, também têm venezuelanos maus, bandidos, que fizeram coisas más em Pacaraima”, disse. Alguns venezuelanos que estavam no local também comentaram que, em vez de procurar trabalho, alguns preferiram roubar.

Momento do resgate

“Teve uma hora em que não aguentei. Todos choravam. As crianças, a missionária que me ajudava e eu”, relembra Gedeão que um dia foi traficante e hoje é pastor de uma igreja batista.
“Tive que ter forças, pedir a Deus. Tem horas em que a gente não aguenta, é ser humano”, comentou. No local do tumulto, havia um trator que destruiria o palco do Micaraima, que ficava na divisa entre Brasil e Venezuela, antes usado para shows e eventos.
“Conversei com o comandante, perguntei se poderia pegar as crianças que estavam lá embaixo do palco, disse que elas não tinham culpa”, lembra. O comandante permitiu e pediu que ele fosse rápido, já que o povo agia com violência.
Primeiro os brasileiros resgataram as crianças, depois os adultos. Até um cachorro foi salvo. No tumulto, filhos acabaram separados dos pais que corriam para tentar salvar alguns pertences. No período da noite, todos se reencontraram.
“Foi uma correria”, disse o pastor que assume ter sentido medo de também ser alvo dos manifestantes. “Foram 63 pessoas que acolhemos ao todo. A compaixão venceu o medo”, declarou. Com informações Gazeta 
Fonte: Gospel Prime

"Deus Não Está Morto - Uma Luz Na Escuridão": estreia em mais de 260 salas pelo país

Após 2 meses de campanha e divulgação nacional, chega aos cinemas o filme “Deus Não 

Está Morto - Uma Luz Na Escuridão” com circuito confirmado em mais de 260 salas de 

cinemas pelo país. 
 



O filme é o terceiro da sequência e traz uma abordagem atual.  Enquanto, o “Deus Não Está Morto”  (2014) mostra um debate dentro da universidade, o “Deus Não Está Morto 2”  (2016) trouxe uma discussão num local público, neste último, “Deus Não Está Morto - Uma Luz Na Escuridão”(2018) os produtores quiseram mostrar um tema contemporâneo e trabalharam com o papel e relevância da igreja na sociedade.

Os grupos interessados em assistir ao filme nos cinemas, já está valendo a promoção de que acima de 50 pessoas, todos pagam meia-entrada. Alguns exibidores já estão divulgando a promoção diretamente em seus sites, mas o ideal é que entrem em contato diretamente com o cinema desejado. Verificar na bilheteria ou com gerente dos cinemas participantes: Cine Araújo, Cine Lumière, Cineart, Cineflix, Cinemark, Cinépolis, Cinesystem, Kinoplex, Orient Cinemas, UCI, UCI Orient. Quem levar grupos, poste nas redes sociais, informe o cinema, dia e horário que foram e marquem a @360 WayUp e @deusnaoestamortooficial.
É importante que todos assistam ao filme nessa primeira semana de estreia, pois reforça a participação do público e faz com que mais cinemas exibam e mantenham o filme em cartaz. Como o próprio ator, David A. R. White (Pastor Dave), mencionou em entrevista na pré-estreia do filme no Rio de Janeiro: “O primeiro final de semana de estreia é muito importante. É igual quando você vota nas urnas. E quando você faz isso, você diz: 'Eu acredito nisso e quero mais filmes desse gênero'. E nós precisamos disso, desse tipo de mensagem e conteúdo em nossa vida.”
Sobre Deus Não Está Morto – Uma Luz na Escuridão
 
Um incêndio terrível atinge a Igreja de Saint James, devastando a congregação e o Pastor Dave (David A. R. White), a universidade vizinha usa a tragédia para tentar despejar a igreja do campus. A batalha logo se levanta entre a igreja e a comunidade, o Pastor Dave contra seu amigo de longa data, Thomas Ellsworth (Ted McGinley), o presidente da universidade, envolvendo também a estudante Keaton (Samantha Boscarino), membro do ministério da igreja, questionando sua fé cristã. 

Com informações da 360 WayUp


quinta-feira, 23 de agosto de 2018

“Deus Não Está Morto – Uma Luz Na Escuridão”: Pré-estreias reuniram mais de 3.800 influenciadores e teve presença inédita do ator, David A.R. White, no Rio e em São Paulo


Filme estreia nos cinemas dia 30 de agosto.
Na última semana, ocorreram as pré-estreias do filme “Deus Não Está Morto - Uma Luz Na Escuridão” em 11 cidades pelo país. Divididas em 4 dias (13, 14, 15 e 18/08), tiveram uma grande repercussão e reuniram mais de 3.800 influenciadores, dentre líderes religiosos, imprensa e artistas.

Os eventos no Rio de Janeiro (13/08) e em São Paulo (14/08) contaram com a presença do ator, David A.R. White, que veio com exclusividade para prestigiar os convidados e reforçar a participação do público nos cinemas.
Com um somatório de mais de 25 anos de carreira e mais de 50 obras atuadas, produzidas, escritas e/ou dirigidas, David A.R. White, cofundador da produtora Pure Flix,  é o Pastor Dave em “Deus Não Está Morto - Uma Luz Na Escuridão”. O ator também desempenhou este papel em “Deus Não Está Morto” (2014) e “Deus Não Está Morto 2” (2016).

Em quase uma semana que passou no país por conta do filme, com uma maratona de entrevistas em mídias e eventos, David se mostrou extremamente admirado com o público brasileiro. “Nunca vivenciei algo semelhante. Estou maravilhado e com uma grande expectativa do lançamento no Brasil. O objetivo do filme é gerar fé, união e transformação na vida das pessoas. Esse filme é o meu preferido aos dois anteriores. Retrata uma jornada pessoal, atual e é o mais autêntico.”, afirmou David.
Deus Não Está Morto - Uma Luz Na Escuridão chega aos cinemas do país na próxima semana, 30 de agosto. Tanto o público presente nas pré-estreias quanto o ator David A.R. White reforçam que todos compareçam aos cinemas e sejam impactados pela mensagem que o filme propõe.

Finalizando com uma mensagem de David para o Brasil: Tive um ótimo momento com amigos novos e antigos, obrigado Brasil por me fazer sentir acolhido e estou ansioso para minha próxima viagem ao país. Deus abençoe vocês.”, enfatizou.

SOBRE DEUS NÃO ESTÁ MORTO - UMA LUZ NA ESCURIDÃO

Quando um incêndio terrível atinge a Igreja de Saint James, devastando a congregação e o Pastor Dave (David A. R. White), a universidade vizinha Hadleigh University usa a tragédia para tentar despejar a igreja do campus. A batalha logo se levanta entre a igreja e a comunidade, o Pastor Dave contra seu amigo de longa data Thomas Ellsworth (Ted McGinley), o presidente da universidade, envolvendo também a estudante Keaton (Samantha Boscarino), membro do ministério da igreja, questionando sua fé cristã.

quarta-feira, 22 de agosto de 2018

Pastor surdo vence preconceito e planta igreja: “Deus tinha um plano”

Apesar das dificuldades, ele não abriu mão de seu chamado

por Jarbas Aragão



O pastor Scott Blanchard, de Michigan (EUA) não é um líder de igreja comum. Nascido com um sério problema que restringe sua audição em 80%, é tecnicamente surdo. Tendo aceitado a Cristo aos 7 anos de idade, ele sempre entendeu que tinha um chamado.
Obviamente foram muitos os obstáculos enfrentados, pois a vida toda as pessoas duvidaram de sua capacidade de proclamar o Evangelho para um público de ouvintes. Por causa de sua condição, ele também tem muita dificuldade de articular certas palavras.
Na maior parte de sua infância e juventude, Blanchard sofreu com baixa autoestima, mas aprendeu a superar obstáculos e dúvidas até conseguir se tornar um bem-sucedido plantador de igrejas.
Em 2010, ele e a esposa deram início à Igreja Lakepointe, na cidade Macomb. O pastor já batizou mais de 150 pessoas e sua congregação atual passa de 250. Além disso, iniciou um trabalho de ação social que provê alimentos para cerca de 40 famílias carentes todo mês.
“Na minha igreja, não temos surdos – só eu. Temos crescido e continuamos a crescer… Para mim, há um lembrete constante de que estou cumprindo a palavra de Deus e que, em Cristo, tudo é possível”, disse Blanchard em entrevista ao The Christian Post.
O pastor de 43 anos explica que, quando era criança, teve sérios problemas na escola para acompanhar a turma. Acabou reprovando e precisou ser inserido em um programa especial. Quando estava no quinto ano já sabia que queria passar sua vida pregando e ter um ministério. Ele frequentava uma escola cristã e muitos ali falavam em ser pastores, se envolviam nas atividades na capela, como o coral, do qual ele não podia participar.
“A maioria dos meus amigos dizia ‘Scott, você não pode pregar… Você provavelmente não deveria fazer isso. Não é para você'”, recorda. “Eu tive esse conflito interno por causa da minha perda de audição e baixa autoestima… lutei contra isso durante anos.”
Olhando para a adolescência, destaca que sofreu muito quando pensava que precisaria falar em público. “Eu tinha medo de ver as pessoas rindo de mim, tirando sarro ou simplesmente não me entendendo. Eu tinha tanta dúvida e tanto medo”, admite.
Somente no último ano conseguiu se inscrever para fazer um devocional durante o culto na capela da escola. Foi seu primeiro sermão. “Falei sobre Moisés dizendo a Deus que ele não conseguiria falar [diante do faraó]. Deus disse a Moisés: ‘Eu o criei do jeito que você é e falarei por você’. Eu estava pregando para mim mesmo. Era um sermão que eu precisava ouvir”, lembra.
“Aquela foi a primeira vez que consegui fazer o que realmente queria. Esse foi um grande marco no meu chamado”, comemora Blanchard.

De zelador a pastor

Após o fim do ensino médio, Blanchard foi para a Faculdade Cristã de Pensacola, na Flórida. Enquanto cursava teologia, começou a trabalhar na Igreja Batista Marcus Pointe, que tinha cerca de 1.500 membros. Ele serviu aquela igreja durante 10 anos – entre 1999 e 2009. Começou como zelador, passando depois para o ministério infantil, até chegar a pastor assistente.
Uma grande mudança em sua vida ocorreu em 2004, quando participou de uma conferência na Igreja Saddleback, do pastor Rick Warren. Pela primeira vez teve contato com plantadores de igrejas.
A ideia de ser um missionário e iniciar uma igreja o acompanhou por alguns anos, até que resolveu se candidatar na agência missionária da denominação, em 2008. Acabou ficando em último na lista prévia de 12 pastores que buscavam financiamento para seus projetos.
“Quando chegou minha vez, os avaliadores automaticamente pensaram que um surdo não poderia pastorear uma igreja. Eles me colocaram no final da lista”, destaca. Mesmo assim, acabou provando nas entrevistas e apresentações que tinha plenas condições. No final do período de avaliações, terminou em primeiro lugar e recebeu o apoio necessário.
Olhando para todas as barreiras vencidas ao longo dos anos, incluindo financeiras, ele não tem dúvidas: “Deus tinha um plano em tudo isso.”
Atualmente, a Lakepointe colabora com a plantação de duas outras igrejas na área metropolitana de Detroit. O foco da sua congregação é missionário e eles estão trabalhando numa iniciativa cristã para combater o tráfico de seres humanos. Além disso, Blanchard ressalta que sua igreja faz muito trabalho voluntário e de evangelização nos parques locais.
A convicção do pastor é que Deus continuará usando sua vida e a congregação que ele lidera para coisas ainda maiores nos próximos anos.
Fonte: Gospel Prime

terça-feira, 21 de agosto de 2018

Igreja cria “caixa de bênçãos” para doar alimentos aos necessitados e inspira solidariedade


Uma igreja evangélica descobriu uma maneira criativa de ajudar pessoas em necessidade e levar alimentos às mesas vazias: uma “caixa de bênçãos”. A iniciativa ganhou repercussão recentemente após uma pessoa deixar um bilhete agradecendo a solidariedade.
A Primeira Igreja Batista de Jeffersonville, no estado de Indiana (EUA), criou a “caixa de bênçãos” (“blessing in a box”, no original em inglês) para permitir que pessoas em dificuldades tenham acesso a alimentos básicos. Ela funciona como uma mini despensa, onde são colocados os mantimentos doados pelos fiéis e tem uma placa com os dizeres “pegue o que você precisa, deixe o que você pode”.
Dias atrás, o fiel Jim Miller, voluntário das ações sociais da igreja, contou ao jornal da cidade News and Tribune que a ideia da caixa se tornou realidade em 2017. Desde então, ela é mantida aberta 24 horas por dia e quase que diariamente é reabastecida por doações.
A inspiração de Miller para construir a caixa foi o versículo 35 de Mateus 25: “Porque eu estava com fome e tu me deste de comer, eu estava com sede e tu me deste de beber, eu era um estranho e tu me dava as boas-vindas”.
O interessa da imprensa na iniciativa surgiu após um beneficiado deixar um bilhete no local. “Muito obrigado por ajudar a nós, pessoas menos afortunadas. Houve algumas noites que vocês me salvaram, obrigado“, dizia o recado.
“Isso quebra o nosso coração”, afirmou Miller, em entrevista à jornalista Danielle Grady, acrescentando que uma vez por mês a igreja faz uma coleta de comida não-perecível para que o abastecimento da “caixa de bênçãos” seja garantido.
A mobilização dos evangélicos na cidade vem se consolidando como uma grande alternativa para os necessitados, pois outro ministério cristão voltado à área social se dedica a oferecer formas de higiene pessoal para as pessoas que vivem nas ruas, repetindo uma iniciativa do projeto “Shower to the People”.
O diretor da entidade Jesus Cares, Paul Stensrud, afirmou que o projeto social usa caminhões com banheiros e chuveiros portáteis para colaborar com a higiene dos desabrigados, mas quer expandir sua ação construindo outras “caixas de bênçãos” em bairros da cidade e até mesmo incluir uma versão para os bichos de estimação das famílias necessitadas e moradores de rua.
“Fiquei muito impressionado com a resposta, que é tremenda porque diz que não somos os únicos a pensar nisso”, disse Stensrud, elogiando as iniciativas sociais. “A comunidade que está por aí é uma grande comunidade que quer ajudar aqueles que estão em necessidade“, concluiu.

Fonte: Gospel Mais
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...