terça-feira, 2 de julho de 2013

A Igreja e a Politica.


Graça e Paz a todos! Nos últimos dias, temos visto em nosso país uma mobilização popular que há muito tempo não ocorria, temos visto muitos cartazes, passeatas, luta popular, etc. minha intenção com este artigo, não é criticar tais movimentos, nem defender ninguém meu objetivo é fazermos uma reflexão à luz da bíblia acerca da Igreja e seu envolvimento com a política.
Nos últimos anos, vimos a Igreja se engendrar cada vez mais pela política, sou a favor de nós nos envolvermos de certo modo, afinal, somos cidadãos brasileiros e temos que defender o melhor para nosso País! Mas o que tem me preocupado, é ver a Igreja cada vez mais envolvida na política partidária,como resultado disso temos por exemplo o caso de  parlamentares evangélicos orando e agradecendo pela propina,  e ultimamente a votação de uma PEC se não me engano de numero 99 que confere às associações religiosas de âmbito nacional o poder de propor ação direta de inconstitucionalidade e a ação declaratória de constitucionalidade junto ao Supremo Tribunal Federal, façamos agora uma breve reflexão acerca da Igreja e a política.
Primeiramente, se olharmos para o Senhor Jesus, perceberemos que Ele pregou mais contra a hipocrisia de fariseus e saduceus do que mesmo contra o Império Romano, que oprimia os Judeus naquela época, Jesus pregava sobre o Reino de Deus, salvação, Perdão, Condenação, questões espirituais, e quando confrontado acerca do imposto a César Jesus respondeu:  “Dai pois a César o que é de César, e a Deus o que é de Deus.” Mt 22: 21b, mas como falamos da Igreja, olharemos mais atentamente para a Igreja primitiva. A Igreja primitiva notadamente foi uma Igreja poderosa espiritualmente falando, lá ocorriam muitos milagres, e o numero de crentes crescia muito, pois o foco da Igreja era o reino de Deus! A Igreja primitiva abalou o mundo da época “Estes que têm alvoroçado o mundo, chegaram também aqui;”  Atos 17:6b, mas para tal não fizeram acordos com o Império Romano, nem se utilizaram de métodos ,mundanos, eles foram somente guiados pelo Espirito Santo, tanto é que a história nos mostra que a Igreja foi perseguida pelo I. Romano por não compartilhar de sua política por completo, como no caso do culto ao imperador que os cristãos da época se negavam a prestar, e também ao fato de não servirem ao exercito romano.
Como bem disse o apóstolo Paulo: “não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais.” Efésios 6:12, repito, nós cristãos temos sim que lutar por um país melhor, temos direitos, somos cidadãos, mas não podemos nos esquecer que antes somos cidadãos celestiais, que o poder da Igreja vem do Espirito e não da política e o mais importante, da missão da Igreja que é fazer discípulos, “Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo;” Mateus 28:19, "Esta é a palavra do Senhor para Zorobabel: ‘Não por força nem por violência, mas pelo meu Espírito’, diz o Senhor dos Exércitos.” Zacarias 4:6




0 comentários

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...