quarta-feira, 12 de março de 2014

O Desafio do Sertão.


Graça e paz a todos, recentemente, um vídeo de um cantor pernambucano, desafiando os cantores Thalles Roberto e André Valadão, foi divulgado na internet gerando muita polêmica. Após assistir ao vídeo, resolvi fazer este artigo falando um pouco do desafio que tenho enfrentado para fazer a obra no sertão.
Primeiramente, gostaria de me identificar, me chamo Vinicius, tenho 25 anos,  moro em Altaneira uma cidade localizada no sul do ceará, não sou missionário, nem pastor, apenas obreiro da Igreja Internacional da Graça de Deus na cidade onde moro e também presidente do Ministério Nissí, o qual falarei um pouco depois. Me converti  em 2008 aos 20 anos de idade, de lá pra cá me tornei obreiro e conheci um ministério chamado Aliança Bíblica Universitária (A.B.U.) na universidade em que estudava na época, foi identificação total, após terminar minha graduação, conversava com algumas irmãs quando resolvemos criar um ministério baseado no modelo da ABU,  então criamos o Ministério Nissí, um ministério independente e interdenominacional, (ainda assim não deixei meu cargo na igreja continuo obreiro da IIGD),  criamos o Nissí com o objetivo de evangelizar e fortalecer os cristãos, as reuniões do Nissí acontecem uma vez por semana na principal praça da cidade, sentamos no chão, oramos, louvamos e compartilhamos da palavra.
Agora que já falei um pouco de mim e do Ministério Nissí, gostaria de focar no tema central o sertão e as dificuldades encontradas para pregar o evangelho aqui.  Um dos grandes desafios encontrados, é a religiosidade/idolatria encontrada nessa região, principalmente próximo a Juazeiro do Norte (Altaneira por exemplo) onde a idolatria a Padre Cícero é grande,  além disso, há um número pequeno de igrejas evangélicas por aqui, há muitas cidades que tem menos de 3% de evangélicos e em muitas sequer há uma igreja evangélica,  portanto amados irmãos, a seara aqui é grande, mas os trabalhadores são poucos!
Por isso, quando assisti ao vídeo, entendi a mensagem passada pelo cantor entrevistado, pois convivo com essa realidade, há também muitos ministérios que trabalham para mudar essa realidade, como a Associação Evangelística Visitação de Deus da qual não faço parte, mas já trabalhei e trabalharei em parceria novamente, em Juazeiro do Norte - CE. depois que a visitação de Deus chegou, o número de evangélicos, e de igrejas cresceu, sobretudo de jovens nas igrejas. Dessa forma, quanto mais investimento e pessoas dispostas a ajudar melhor, um exemplo é o cantor Juliano Son do Ministério Livres para Adorar, que deixou São Paulo, e há alguns anos mora no sertão do Piauí realizando trabalhos missionários, e de Assistência Social,  espero que esse artigo, mesmo pequeno e simples desperte os irmãos para a necessidade que temos, de orações pelo sertão e por aqueles que fazem a obra nele, de investimentos para manutenção de tais obras e de pessoas para  nos ajudar nesse desafio.


Deus abençoe a todos!

0 comentários

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...