sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

Brasileira é destaque internacional por salvar 3 mil crianças do aborto

Dóris Hipólito montou uma casa no Rio de Janeiro para atender mulheres grávidas sem condições de criar as crianças
por Leiliane Roberta Lopes




No Brasil a prática do aborto só é permitida em casos especiais, mas ainda assim a quantidade de procedimentos ilegais é grande. Por saber desses casos uma ex-professora resolveu trabalhar para evitar que mulheres façam aborto e sofram as consequências devastadoras que o procedimento traz.

Maria das Dores Hipólito Pires está há 20 anos atuando contra o aborto e conta já ter salvo mais de 3.000 crianças condenadas ao aborto nas favelas da Baixadas Fluminense. Tudo começou quando Dóris Hipólito, como é chamada, recebeu um pedido da escola onde lecionava para que ajudasse algumas meninas que estavam sofrendo por terem abortado.
O contato com as alunas fez com que a missão de Dóris surgisse e ganhasse força, ela contou com o apóio da Paróquia local e conseguiu material pró-vida para pregar contra o aborto nas periferias e favelas.
Depois de alguns anos realizando trabalhos de apoio às mães, Dóris deu um passo maior. Alugou uma casa para abrigar mulheres sem condições financeiras para sustentar uma criança.
Em 2007 a ex-professora encontrou uma mulher sem-teto, com deficiências físicas e mentais que estava grávida e alugou uma pequena casa para cuidar dela e da criança que iria nascer. Em pouco tempo outras mulheres foram morar no imóvel que hoje é chamado de Casa de Amparo.
Ali as mulheres conseguem se estabelecer financeiramente e cuidar de seus filhos, muitas até passaram a trabalhar como voluntárias da Casa, auxiliando outras mulheres.
A história de Dóris Hipólito tem se tornado um exemplo para outras nações, tanto é que a mídia católica internacional tem destacado o testemunho da brasileira que conseguiu impedir que milhares de crianças fossem mortas.

Fonte: Gospel Prime

0 comentários

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...