terça-feira, 2 de agosto de 2016

Ordem cronológica dos livros da Bíblia


CONTEXTO, GÊNEROS E ORDEM CRONOLÓGICA DOS LIVROS DA BÍBLIA
Neste artigo, vamos abordar brevemente o contexto, os gêneros literários e a ordem cronológica dos livros da Bíblia.
Há seis tipos de contexto bíblico. O primeiro é o contexto geral da Bíblia, como frisa o apóstolo Pedro, ao afirmar que “nenhuma profecia da Escritura é de particular interpretação” (2Pedro 1.20). A analogia geral da Bíblia é uma realidade inconteste. O segundo é o contexto imediato da Bíblia. Por exemplo: em Lucas 6.13, que fala sobre a eleição dos doze, lemos que Jesus primeiro chamou os seus discípulos e depois denominou doze escolhidos entre eles de apóstolos. Primeiro “discípulos”, depois “apóstolos”, não o contrário! Outro exemplo é Ezequiel 18. O versículo 5 desse capítulo refere-se ao pai; o 10, ao filho; e o 14, ao neto. São detalhes que precisam ser observados para que não haja confusão na interpretação das passagens bíblicas.
terceiro é o contexto remoto da Bíblia. Exemplos: Ao analisarmos as pragas sobre o Egito comparando as passagens de Êxodo 7.4b e Números 33.4, percebemos que os juízos divinos estavam relacionados aos deuses. Atos 9.25 diz que Paulo foi descido da muralha dentro de um cesto. Mas como? 2Coríntios 11.33 explica que foi pela janela. Um texto completa a informação de outro a ele relacionado.
quarto tipo é o contexto referencial da Bíblia. As referências são uma forma de passagens paralelas do texto; portanto, uma forma de contexto. A Bíblia interpreta-se com a Bíblia através do seu contexto referencial. As duas classes de referências são as verbais e as reais.
quinto tipo é o contexto histórico da Bíblia. Isso tem a ver com a época, a cultura, a ocasião e o propósito original do texto bíblico em estudo. O que significou literalmente um determinado texto bíblico para os seus primeiros destinatários, e qual a aplicação deste mesmo texto para nós hoje?
Por fim (sexto), há o contexto literário da Bíblia. Os parágrafos do texto no original são as passagens de pensamento da revelação divina. A versão Almeida Revista e Corrigida não os indica. A versão Almeida Revista e Atualizada os indica. A divisão emcapítuloseversículos vezes sem conta biparte o texto. As epígrafes dos capítulose de outras porções do texto são matéria editorial, são acrescentados pelos editores da Bíblia, exceto no caso do Livro de Salmos. A quase totalidade deles contém duas epígrafes: uma editorial e outra original que vem do texto hebraico.
Gêneros Literários da Bíblia
Os gêneros literários da Bíblia dizem respeito à natureza literária de determinada passagem das Escrituras. A Bíblia, considerada como texto, é uma obra literária, sendo ela acima de tudo a Palavra de Deus.
Os gêneros literários da Bíblia são: História. Este é o gênero literário que ocupa o maior espaço na Bíblia.Geografia. dá rico colorido, encanto e dimensão aos fatos bíblicos registrados. Genealogia. A Bíblia contém muito desse gênero literário. Leis. Principalmente no Pentateuco. Poesia. Salmos, por exemplo, e passagens avulsas como 1Timóteo 3.16, 2Timóteo 2.11-13 e Lucas 1.67-79; Provérbios (os provérbios de Salomão em Eclesiastes e Provérbios). Drama. Certos lances da vida de Davi quando foragido no deserto, o livro de Ester e a vida de Jacó e Jó. Biografia. A vida de Moisés, Davi etc. Parábola. São muitas as parábolas, principalmente as de Jesus nos Evangelhos. Carta ou EpístolaSermões. Os profetas, os Evangelhos, os Atos e Eclesiastes.Revelação (Ezequiel, Daniel, Zacarias e Apocalipse). Tipo. É um meio determinado por Deus para comunicar verdades divinas por meio de ilustrações ou figuras. Por que devemos estudar os tipos bíblicos? Ver 1Coríntios 10.11, onde “figuras” é tipo, no original. Acróstico. Como no Salmos 119 e Figuras de Linguagem. Figuras de estilo e retórica.
São exemplos de figuras de linguagem na Bíblia:
– símile (Provérbios 26.1) “neve no verão, chuva na sega”;
– metáfora (Lucas 13.22) “aquela raposa”;
– metonímia (Lucas 16.29) “têm Moisés e os profetas”;
– sinédoque (Lucas 2.1) “todo o mundo”;
– ironia (Jó 12.2) “convosco morrerá a sabedoria”;
– hipérbole (Deuteronômio 1.22) “até aos céus”;
– apóstrofe (1Coríntios 15.55) “ó morte, ó inferno”;
– personificação (prosopopéia) (Lucas 7.55) “filhos da sabedoria”; SaImo 98.9 “rios batendo palmas”;
– antropopatismo (atribuir sentimentos humanos a Deus) Jeremias 15.6;
– antropomorfismo (atribuir membros corporais e atividades físicas a Deus (Jeremias 1.19 e Tiago 5.4b).
Ordem Cronológica dos Livros da Bíblia
A Possível Ordem Cronológica dos Livros do Antigo Testamento:
  • Gênesis;
  • Jó;
  • Êxodo;
  • Levítico;
  • Números;
  • Deuteronômio;
  • Josué;
  • Juízes;
  • Rute (o livro de Rute está embutido no livro de Juízes);
  • 1 e 2 Samuel (os dois livros eram originalmente um só);
  • Salmos (escrito durante os séculos 10 e 5 aC);
  • 1Reis;
  • 1Crônicas;
  • Provérbios (1Reis 4.32 e Eclesiastes 12.9);
  • Cantares de Salomão (1Reis 4.32 e Cantares 1.1);
  • Eclesiastes;
  • 2Reis (1 e 2 Reis eram originalmente um só livro);
  • 2Crônicas (1 e 2 Crônicas eram originalmente um só livro);
  • Obadias (o profeta Obadias foi contemporâneo do profeta Elias);
  • Joel (coevo do profeta Eliseu);
  • Jonas (2Reis 14.25);
  • Amós;
  • Oséias;
  • Miquéias;
  • Isaías;
  • Naum;
  • Sofonias;
  • Jeremias;
  • Lamentações;
  • Habacuque;
  • Daniel;
  • Ezequiel (os livros 2Crônicas e Ezequiel encaixam-se na época do livro 2Reis);
  • Esdras;
  • Ester (cronologicamente entre os caps. 6 e 7 de Esdras)
  • Neemias (Esdras e Neemias foram coevos);
  • Ageu e Zacarias (coevos)
  • Malaquias (Ageu e Malaquias encaixam-se na época de Neemias).
A Possível Ordem Cronológica do Novo Testamento:
  • Gálatas – 49 dC, escrito em Antioquia, na Síria, após a 1a viagem missionária de Paulo – Atos 13-14);
  • Tiago – 49 dC, escrito em Jerusalém;
  • 1Tessalonicenses – 51 dC, escrito em Corinto durante a 2a viagem missionária de Paulo (Atos 15.36-18.22; 18.11);
  • 2Tessalonicenses – 51/52dC, escrito em Corinto durante a 2a viagem missionária de Paulo (Atos 15.36-18.22; 18.5);
  • 1Coríntios – 55 dC, escrito na Macedônia(Atos 20.3);
  • Marcos – 55-65dC, escrito em Roma, segundo afirmam Clemente e Irineu;
  • Romanos – 57 dC, escrito em Corinto durante a 3a viagem missionária de Paulo;
  • Lucas – 60-65 dC, escrito em Cesaréia ou Roma, durante as prisões de Paulo;
  • Mateus – 60-65 dC, escrito na Palestina;
  • Efésios – 60-62 dC, escrito em Roma, quando Paulo estava na prisão;
  • Filipenses – 60 dC, escrita em Roma, quando Paulo estava na prisão;
  • Colossenses – 61 dC, escrita em Roma, quando Paulo estava na prisão;
  • Filemom – 61 dC, escrita em Roma. É a quarta epístola escrita por Paulo na prisão;
  • 1Pedro – 62-64 dC, escrita em “Babilônia” (1Pedro 5.13);
  • Atos – 63 dC, escrita em Roma;
  • 1Timóteo – 64 dC, escrita na Macedônia ou Roma, pouco antes da 2ª prisão de Paulo;
  • Tito – 65 dC, escrita na Macedônia (1Tm. 1.3);
  • 2Timóteo – 66-67 dC;
  • 2Pedro – 67 dC, escrita em “Babilônia”;
  • Hebreus – 67 dC, autor desconhecido;
  • Judas – 65-80 dC;
  • Evangelho de João – 85-90 dC, provavelmente em Éfeso;
  • 1João – 85-90 dC, provavelmente em Éfeso;
  • 2 e 3João – 90 dC, em Éfeso;
  • Apocalipse – 96 dC, na Ilha de Patmos (Apocalipse 1.9).
Pr. Antonio Gilberto

1 comentários

Léia Silva 2 de agosto de 2016 11:10

Interessante, eu ja tinha ouvido falar muito que jò seria o primeiro.
Gostei do post.

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...