Novo estudo mostra que visita dos “reis magos” a Jesus é historicamente verdadeira

Autor afirma que seu estudo é imparcial e concentra-se apenas em questões históricas e arqueológicas

“Deus Não Está Morto 3” divulga trailer e data de lançamento

Trama mostra igreja sendo atacada física e intelectualmente

Arqueólogos encontram ruínas da cidade de Corinto

Parte da cidade estava submersa após ser atingida por um forte terremoto

Consciência Cristã completa 20 anos em 2018

Evento cristão é realizado na Paraíba todos os anos, durante o período do Carnaval

quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

Descoberta de amostra de DNA no Alasca pode comprovar o relato da Torre de Babel

Corpo de menina com mais de 4 mil anos pode lançar uma “nova luz” sobre o tema

por Jarbas Aragão


A descoberta de material genético (DNA) humano no Alasca deu aos cientistas motivos para crer na validade do relato bíblico sobre uma migração em massa após a queda da Torre de Babel.
Conforme o Livro de Gênesis, todo o mundo tinha uma só língua e tentaram construir uma Torre para alcança o céu. Isso seria uma afronta a Deus, que interviu e as pessoas foram  espalhadas pela terra. Apesar de ser tratado como “mito” por muitos cientistas, o estudo publicado na edição de janeiro da revista Nature (3) pode lançar uma “nova luz” sobre o tema.
O DNA presente nos restos mortais de uma menina enterrada na região central do Alasca mostra que houve migração de pessoas que saíram da Ásia Oriental em direção à América do Norte pelo chamado Estreito de Bering.
O biólogo Nathaniel Jeanson, com formação em Harvard, acredita que essa descoberta valida o relato de Gênesis 11. O estudo oferece “mais evidências para as pessoas das Américas que vieram da Ásia, tanto Oriental quanto Central”, o que está “de acordo com as Escrituras”, disse Jeanson ao site Baptist Press.
“Com base em relógios genéticos publicados anteriormente por cientistas evolucionistas, você pode explicar geneticamente a origem de todos os grupos de pessoas nos últimos milhares de anos”, disse ele.
O sequenciamento do DNA da menina do Alasca foi comparado ao material genético dos nativos da Eurásia e das Américas.
Outro especialista consultado, o paleontologista Kurt Wise, acredita que ele tem algumas respostas para as consultas sobre a datação. Ele acredita que os 11.500 “anos de radiocarbono” citados no estudo, na verdade “equivalem a muitos anos (cronológicos) a menos (provavelmente de 4.000 e 4.100 anos)”.
O professor Wise, que leciona na Universidade Truett McConnell, explica que “se as datas do estudo forem consideradas em termos relativos, as novas descobertas são consistentes com a dispersão de humanos a partir de Babel”.
“As pessoas chegaram primeiro ao extremo-oeste da Europa, o extremo-sul da África e o extremo-leste da Ásia, só depois atravessaram o Estreito de Bering, vindos da Ásia Ocidental, entrando no que hoje chamamos de Alasca … e se espalharam a parir dali para o norte, o centro e o sul da América do Sul”, ensina. Na compreensão de Wise, “esses restos mortais provavelmente são de um povo espalhado após Babel”.
Fonte: Gospel Prime

sexta-feira, 5 de janeiro de 2018

'Eu Só Posso Imaginar', longa-metragem baseado em história real estreia em março no Brasil

Longa dirigido por Andrew Erwin e Jon Erwin ganha cartaz oficial


A canção ‘I Can Only Imagine’, do cantor e compositor Bart Millard, inspirou a produção do longa-metragem homônimo “Eu Só Posso Imaginar”, com estreia nacional agendada para 29 de março. Com distribuição Paris Filmes, o filme acaba de ter seu cartaz oficial revelado.
Criada por Bart Millard, vocalista da banda norte-americana MercyMe, a música é o single de maior sucesso do grupo e exprime sua jornada autobiográfica de superação e fé. No cinema, o ator J. Michael Finley dá vida a Millard, o jovem que sofreu durante a infância com o pai abusivo, interpretado pelo renomado ator Dennis Quaid.
O filme vai relatar a conturbada relação de Bart com sua família e seu encontro com a fé por meio da música. Enquanto Millard se distancia do convívio com seu pai, ele persegue o sonho de cantar e usa sua dor como inspiração para desenvolver sua carreira. Nesta missão, o artista reencontra o amor, e é surpreendido por ensinamentos de fé, que irão ajudá-lo a perdoar e transformar seu pai.
A canção que inspirou o filme ganhou dois Dove Awards em 2002, dos quais um foi na categoria "Música Pop/Contemporânea do Ano" e outro na categoria "Música do Ano". Millard também ganhou na categoria "Compositor do Ano". No Brasil, artistas como Chris Duran, Eduardo e Silvana e Dayan Paiva já regravaram a música.
Além de Dennis Quaid e J. Michael Finley, o drama reúne os atores Madeline Carroll, Cloris Leachman, Trace Adkins e Rhoda Griffis.
Sinopse – Eu Só Posso Imaginar 

A verdadeira e inspiradora história desconhecida por trás da renomada canção ‘I Can Only Imagine’, da banda de MercyMe, que oferece esperança para muitas pessoas, além de uma emocionante lembrança do poder do verdadeiro perdão.

Com Informações da 360 WayUp

terça-feira, 2 de janeiro de 2018

Arqueólogos acham selo do “governador de Jerusalém”, citado na Bíblia

Inscrição comprova relatos dos Livros de 2 Reis e 2 Crônicas

por Jarbas Aragão


A primeira descoberta arqueológica revelada em Israel em 2018 é um selo de argila, extremamente raro, que foi encontrado em escavações há cerca de 100 metros do Muro das Lamentação. Ele contém a inscrição “Governador da cidade” e data do período do Templo de Salomão, século 7 a.C.
De acordo com a líder da equipe de escavação, Dra. Shlomit Weksler-Bdolah “esta é a primeira vez que esse tipo de impressão é descoberta em uma escavação arqueológica em Jerusalém. Ele comprova os relatos bíblicos que já existia um governador da cidade em Jerusalém,  há cerca de 2.700 anos.
A descoberta foi apresentada pelo atual prefeito de Jerusalém, Nir Barkat, que declarou: “É incrível receber essa peça histórica da Jerusalém do período do Primeiro Tempo. Ela apenas comprova que Jerusalém, a capital de Israel, era uma cidade forte e central para o país há uns 2,700 anos.
A peça é minúscula, com cerca de 15 mm de diâmetro e 3 mm de espessura. Era usada para selar correspondências e documentos oficiais. A inscrição mostra duas figuras humanas, voltadas uma para a outra. Entre eles o desenho do que parece ser uma lua. Na porção inferior, uma frase em hebraico antigo, o mesmo usado no Antigo Testamento.
Desde 2005, a Autoridade de Antiguidades de Israel trabalha em escavações no local, conhecido como Davidson Center. Até agora só haviam sido feitas descobertas datadas do período do Segundo Tempo, quando Israel era dominada pelos romanos.
A doutora Shlomit explica que “a impressão no selo foi anexada no envio de algo importante e servia como uma espécie logotipo, ou uma pequena lembrança, que o documento vinha do governador da cidade”.
A doutora Shlomit Weksler-Bdolah exibe selo de argila achado em escavações em Jerusalém
Antes de ser revelada ao público, o selo foi examinado extensivamente pelos professores Tallay Ornan, da Universidade Hebraica, e Benjamin Sass, da Universidade de Tel Aviv.  Eles explicam que o título “governador da cidade” era usado para a função do que hoje chamamos de prefeito. Em algumas traduções aparece como “chefe da cidade”.
O termo aparece em outros documentos históricos, mostrando que a posição era ocupada por alguém nomeado pelo rei.  Existem referências a esse título nos textos bíblicos de 2 Reis 23:8 – quando Josué governava a capital nos dias do rei Ezequias – e 2 Crônicas 34:8, onde Maaséias era governador de Jerusalém nos dias do rei Josias.
O local onde o selo foi achado, no complexo chamado de “Esplanada do Muro Ocidental” é um prédio que já revelou uma miríade de artefatos, incluindo peças vindas do Egito e da Assíria. Para os arqueólogos, isso revela que “provavelmente serviu como um centro administrativo. Pessoas em posição de liderança enviavam documentos daqui. Também pode ter sido um lugar para os ricos, as pessoas mais importantes, pois sua localização é realmente importante “.
“Ele ficava nas encostas ocidentais da antiga Jerusalém, distando 100 metros a oeste do Monte do Templo, onde provavelmente viviam os altos funcionários durante o período do Primeiro Templo”, disse a doutora Shlomit.
Com informações de Times of Israel
Fonte: Gospel Prime

Blog do Ministério Nissí foi o quarto mais visualizado de Altaneira

Graça e Paz a todos!


Todo inicio de ano, o Blog de Altaneira realiza um levantamento sobre a audiência da blogosfera altaneirense, este ano houveram poucas mudanças em relação à audiência de 2016, segundo o levantamento, as únicas alterações foram a saída dos blogs da Rádio Comunitária Altaneira FM e do blog Mandíbulla do professor Evantuil, uma vez que os mesmos retiraram o contador de visitas de seus blogs.

No demais, praticamente mais do mesmo, o Blog de Altaneira segue como o mais visualizado em 2017, o Negro Nicolau em segundo e o blog A Pedreira em terceiro, a única mudança foi o quarto lugar alcançado pelo nosso blog ultrapassando o blog do Professor Paulo Robson, isso em relação apenas a 2017. Já no que diz respeito ao total de visualizações, não houve nenhuma mudança tendo nosso blog o quinto lugar entre os mais visualizados de Altaneira. Confiram abaixo o Ranking de 2017 e do total geral da blogosfera altaneirense, e para ver a matéria do Blog de Altaneira na íntegra é só clicar AQUI.

Confira os 10 Blogs mais visualizados em 2017:
01 - Blog de Altaneira - 698.217 visualizações;
02 - Blog Negro Nicolau - 354.075 visualizações;
03 - Blog A Pedreira - 123.205 visualizações;
04 - Blog Ministério Nissí - 110.753 visualizações;
05 - Blog Prof. Paulo Robson - 107.001 visualizações;
06 - Blog Vereador Prof. Adeilton - 23.604 visualizações;
07 - Blog da Câmara Municipal de Altaneira - 21.168 visualizações.
08 - Blog Esporte é Vida - 9.781 visualizações;
09 - Blog da Escola Santa Tereza - 6.224 visualizações;
10 - Blog Vale do São Romão - 4.904 visualizações;

Ranking pelo total de acessos:
01 - Blog de Altaneira - 3.122.3230 visualizações;
02 - Blog Negro Nicolau - 1.672.825 visualizações;
03 - Blog Paulo Robson - 727.113 visualizações;
04 - Blog A Pedreira - 406.840 visualizações;
05 - Blog Ministério Nissí - 303.363 visualizações;
06 - Blog Vereador Prof. Adeilton - 121.055 visualizações;
07 - Blog da Escola Santa Tereza - 73.865 visualizações;
08 - Blog da Câmara Municipal de Altaneira - 56.350 visualizações;
09 - Blog Esporte é Vida - 33.894 visualizações;
10 - Blog Vale do São Romão - 11.217 visualizações.

Com informações do Blog de Altaneira
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...