quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018

Igreja reconstrói casa de idosa usando dízimos e ofertas e trabalho voluntário

Casa Pronta para entrrega
Os dízimos e ofertas dos fiéis da igreja Assembleia de Deus Ciadseta na cidade de Colméia (TO) foram a fonte de recursos para que a casa de uma idosa, membro da denominação, fosse reconstruída. A iniciativa contou com a liderança do pastor local e apoio dos fiéis.
A casa de Joana Rodrigues estava em péssimo estado de conservação e poderia ruir, mas a iniciativa dos líderes da congregação assembleiana impediu que um desastre ocorresse. O pastor Josivan Medeiros e sua esposa, Ionete Sousa, convenceram os fiéis a levar a ideia adiante, e o resultado foi uma casa construída do zero, com acabamento interno finalizado.
Casa antes da reforma
Um culto de gratidão foi realizado antes da entrega da casa à proprietária, e diversos fiéis da congregação compareceram. A igreja compartilhou a iniciativa em sua página no Facebook, enfatizando que a iniciativa é uma tentativa de cumprir o “Ide” em todos os sentidos: “Estamos procurando fazer um pouco do que o Evangelho propõe”, destacaram os responsáveis pela página.
Culto de Gratidão e entrega da casa
“Hoje foi um dia especial. Nesta tarde fizemos a entrega de uma casa construída com as ofertas e os dízimos da nossa Igreja, essa casa foi entregue à irmã Joana Rodrigues, uma serva fiel e dedicada a Casa de Deus“, explicou a nota no Facebook, no último domingo, 18 de fevereiro.
Entrega da Casa Reconstruída.
Com centenas de compartilhamentos, a publicação tem sido amplamente aprovada pelos usuários da rede social. O pastor Medeiros expressou o sentimento de missão cumprida: “A minha gratidão a toda Igreja pelo espírito solidário e amor cristão. O apoio da Igreja foi fundamental para a realização e conclusão desta obra”, disse.
Exemplos
A iniciativa da Assembleia de Deus Ciadseta de Colméia é mais uma de um seleto grupo de congregações que usa os dízimos e ofertas para transformar a mensagem do Evangelho em exemplos práticos.
Em agosto de 2013 veio à tona a iniciativa do pastor Fábio Mendonça, líder da Assembleia de Deus Ministério Lagoinha na cidade de Araruama (RJ), que atento às necessidades materiais de alguns membros de sua igreja, resolveu reverter a aplicação dos dízimos e ofertas arrecadados na construção de moradias para os fiéis em situação de vulnerabilidade social, sem custos para os beneficiados.
“A igreja a princípio se assustou com a ideia, mas eu tinha que ser o primeiro a mostrar que poderia acontecer. Na Polícia Militar eu trabalho com manutenção, usei minha experiência na área no projeto. Por isso, eu mesmo fiquei de frente, inclusive, ajudando a cavar a fundação das casas”, explicou o pastor.
“Alguns pastores me perguntaram se eu não estava ‘arrumando’ muito trabalho. Se Deus pensasse no trabalho que o ser humano dá a Ele em relação à desobediência a seus princípios, não teria feito o mundo. Tudo que fazemos na vida pode nos gerar problemas, você não compra um carro, por exemplo, pensando que o pneu pode furar um dia, mas no benefício que você vai ter com o veículo”, ilustrou.
“O maior desafio era não desperdiçar material e economizar com mão de obra. Foram construídas quatro casas em apenas quatro meses, os dízimos e ofertas foram revertidos para a obra. Além de mim, mais três pedreiros ajudaram na realização das construções trabalhando voluntariamente aos finais de semana”, acrescentou Mendonça.
Em agosto do ano passado, outro caso se tornou notório: uma Igreja Batista em Tocantinópolis (TO) decidiu usar o dinheiro de dízimos e ofertas para reformar a casa de um idoso que não tinha condições financeiras e físicas de tocar a obra.
Além de pintura nas paredes, alguns reparos de alvenaria foram feitos, com revisão da fiação elétrica e outros detalhes, que trouxeram maior conforto para o idoso. “É gratificante vermos uma igreja nova seguindo os passos de Jesus, pois Jesus demonstrava amor através de atitudes”, afirmou um dos voluntários da iniciativa.
Meses depois, em novembro, a história da Igreja Metodista Universal, em Ipatinga (MG), também ganhou repercussão. O jovem pastor Lucas Rezende, 23 anos, lançou um projeto semelhante, para construir e reformar casas para pessoas que vivem de forma precária ou pagam aluguel.
Rezende conta com o suporte de sua esposa, a cantora Lawanda, e dos fiéis da denominação, que também oferecem mão-de-obra voluntária. Além de organizar o projeto, o pastor contribui com mão de obra, arrecadação de doações e até mesmo investindo parte dos dízimos e ofertas que a Igreja Metodista Unida arrecada.
No exterior, o pastor de uma megaigreja no estado de Nova York, Estados Unidos decidiu que os dízimos e ofertas dos fiéis serão usados para a construção de casas populares e, após o plano de ação ser aprovado, destinará aproximadamente R$ 250 milhões na construção de centenas de moradias para pessoas de baixa renda.
“Eu quero que as pessoas olhem para esse prédio [templo] todos os dias e saibam que há esperança. Eu quero que eles venham à igreja e adorem a Deus, como diz a Bíblia, na beleza de Sua Santidade, e ouçam uma palavra sobre esperança. Estamos na região leste de Nova York, onde a igreja é realmente necessária, não apenas para pregar e cantar, mas para cuidar do povo”, frisou o líder evangélico.
“A igreja é mais do que pregar e cantar. É também atender às necessidades mais básicas das pessoas, exatamente onde elas vivem”, resumiu o bispo Hezekiah Walker, segundo informações da emissora de TV Christian Broadcasting Network (CBN). Não foram divulgados detalhes a respeito do fundo para a construção, mas a hipótese mais provável é que a igreja tenha parte do valor, e a outra parte seja destinada ao longo dos próximos anos.
Fonte: Gospel Mais

0 comentários

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...