segunda-feira, 21 de janeiro de 2019

Igreja segue um padrão errado, alerta Francis Chan

Pastor abandonou megaigreja para viver nos moldes da Igreja Primitiva

Francis Chan

Para Francis Chan, seu caminho sempre foi muito diferente do caminho da maioria dos pastores. Em 2010, ele se demitiu da Cornerstone Community Church, uma próspera congregação de 4 mil membros, em Simi Valley, Califórnia.
Desde então, seguiu os dois maiores mandamentos bíblicos: “amar a Deus e ao próximo como a si mesmo”. Nessa jornada, ele garante ter visto o poder do Espírito Santo se manifestando em sua vida.
Antes disso, disse que se importava demais com o que as pessoas pensavam dele. “Isso começou a bagunçar minha mente. Me perguntava quantos artigos seriam escritos se eu dissesse isso ou aquilo”, confessou. Esse tipo de pressão pesou na alma de Chan. Ele sabia que precisava fugir. Então foi o que ele fez.
Mudança de vida
Em entrevista à revista Charisma, Chan revelou que se demitiu da Cornerstone, vendeu sua casa e se mudou para a Ásia. Lá, ele aprendeu uma lição poderosa com o movimento da igreja clandestina, na China. A humildade da igreja chinesa era um contraste quando comparada com o glamour das megaigrejas e os pastores de celebridades dos Estados Unidos.
“Na América, você sente que precisa se tornar famoso para causar impacto. Mas na China, é exatamente o oposto. É melhor que não haja ninguém que conheça você, ou você estará em apuros. Foi tão legal descobrir isso. O Senhor não precisa de nossa popularidade ou plataforma”, disse.
Ao voltar para casa meses depois, o pastor refletiu sobre o que significava realmente viver um ministério. Então, veio a pergunta: “Sem livros, sem convites, sem  manchetes, somente com as Escrituras… O que eu faria?”
Ele mesmo respondeu: “Sabe, acho que apenas andaria pelas ruas, encontraria pessoas e oraria por elas, implorando a Deus que trouxesse discípulos para mim do jeito que Jesus fez”.
Amor e relacionamento com Deus
Chan acredita que a igreja sofre de um grande problema: falta de amor. “Se o primeiro passo da fé é amar a Deus com todo o seu coração, mente e força, a maioria dos cristãos estão falhando logo nos primeiros passos”, observou.
Pensando em se aproximar mais de Deus, o evangelista explicou que não aconteceu da noite para o dia. “O amor não é apenas um sentimento”, disse. É necessário ter uma vida de oração, relacionamento com o Criador e intimidade, assim se produz o amor a Deus.
Como resultado, Chan diz que seu amor por Deus cresceu além das palavras. Ele descreve esse crescimento como a maior mudança de sua vida nos últimos cinco anos. “Meu coração está explodindo de amor por Ele”, compartilhou.
Suas novas igrejas se parecem mais com a igreja primitiva do que com Cornerstone. “Cada igreja se reúne em uma casa e tem dois pastores que não são remunerados. Todos os dízimos e ofertas são reservados para missões locais e internacionais”, explicou. As igrejas estão debaixo do mesmo ministério We Are Church (Nós Somos Igreja).
Igreja precisa seguir padrão bíblico
“Nos grupos me sinto mais perto de Deus. Eu nunca sentia isso, é bom estar com pessoas que pensam da mesma forma e que estão na mesma busca, apenas querendo adorá-lo”, citou.
Chan acha que o modelo padrão da igreja está errado. “Precisamos criar um retorno para as pessoas, para que tenham acesso a um ministério de comunhão com Deus”, alerta.
Depois confidenciou que adoraria ver mais conversões e milagres em sua comunidade. “Por muitos anos confiei na minha própria inteligência e na minha capacidade de comunicação”, relatou. Depois citou o apóstolo Paulo, que poderia ter feito o mesmo, mas preferiu enxergar sua fraqueza e viver na dependência do Espírito Santo.
“Estou crescendo nessa área”, justifica. De fato, muitas pessoas que trabalham ao seu lado atestam esse crescimento. “Me sinto uma pessoa diferente, de várias formas. Eu amo Jesus e amo a igreja e estou desfrutando dos dois imensamente”, concluiu.
Fonte: Gospel Prime

0 comentários

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...